Conheça os limites do Microempreendedor Individual (MEI)

Se você deseja começar a empreender de maneira autônoma, por isso é fundamental o conhecimento dos limites do  microempreendedor individual (MEI), que é a melhor opção para pequenos negócios. O objetivo deste enquadramento, criado em 2009, foi o de legalizar milhões de profissionais que trabalhavam por conta própria, garantindo direitos e obrigações.

Além da contribuição de impostos, os profissionais autônomos que optam pela MEI passam a ter diversos benefícios como os direitos trabalhistas e previdenciários iguais a profissionais CLT, além de auxílio doença, por exemplo.

Com o objetivo de aprimorar as leis e auxiliar no crescimento do empreendedorismo brasileiro, o MEI passou a contar com novas leis e limites dentro deste enquadramento de negócio. Confira abaixo as principais informações sobre valores que você precisa saber para começar a trabalhar em sua empresa.

Como funciona a MEI?

Se você deseja se tornar um microempreendedor individual, é preciso fazer um cadastro no Portal do Empreendedor. A metodologia de funcionamento é bem simples, conseguindo gerar o número do seu CNPJ na hora caso a documentação esteja toda correta.

O endereço da sua empresa neste primeiro momento pode ser o mesmo da residência. Assim a vida de quem tem o objetivo de iniciar um negócio de maneira correta, é facilitada visando um crescimento estrutural.

Falando sobre notas fiscais, o MEI poderá emitir notas sempre que necessário para pessoas físicas e terá a obrigatoriedade total de emitir os documentos para parceiros que também sejam pessoa jurídica. Além disso, o microempreendedor individual poderá fazer a contratação de até um colaborador se necessário.

 

Quais sãos os limites do microempreendedor individual?

Como forma de iniciar um negócio, o MEI pode te ajudar a dar os primeiros passos no universo corporativo. Por isso, é importante estar atento em todos os requisitos que o microempreendedor individual deve se enquadrar, bem como aos limites que negócio impõe, como:

 

  • Limite de faturamento:

Para estar dentro do enquadramento de microempreendedor individual, é necessário que o faturamento da sua empresa seja o de até R$ 81.000,00 por ano.

Ou seja, este valor significa que o seu negócio pode faturar uma média de até R$ 6.750,00 mensais.

  • Limite de compras

O empreendedor também possui alguns limites de compras para o seu negócio. Dentro deste modelo, você poderá gastar com fornecedores e parceiros até 80% do valor total do seu faturamento.

Partindo do princípio de que seu negócio fatura R$ 81.000,00 anuais, você terá o direito de gastar até R$ 64.800,00. Essa totalidade representa uma média aproximada de R$ 5.400,00 mensais de custos para o negócio.

  • Pró-labore limitado

Partindo do pressuposto de que você é um microempreendedor individual, o seu pró-labore poderá ser o de até um salário mínimo, considerando a contribuição básica de impostos.

Essa regra é feita com o objetivo do empresário ter possibilidades reais de pensar em escalar o seu negócio mais rápido.

 

O que fazer se o negócio crescer?

Apesar do microempreendedor individual não ter a obrigatoriedade de ter um contador por perto, é sempre importante que esteja assessorado por profissionais que podem acompanhar regularmente seu negócio.

 

As contabilidades em Nova Iguaçu/RJ ajudam a ter um controle mais objetivo da sua MEI, evitando que qualquer um dos limites estipulados pelo enquadramento sejam ultrapassados. Desta maneira, a probabilidade de você sofrer qualquer penalidade do governo ou possíveis multas se tornam muito menores.

 

A Envisione Assessoria Contábil conta com uma estrutura especializada para empresas com o formato MEI, garantindo assim a eficiência do trabalho e a sua tranquilidade no controle do faturamento.

 

Entre em contato conosco e conheça os nossos serviços clicando aqui.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Quer mais informações sobre MEI ?