Como funciona a contabilidade para o MEI

O Microempreendedor Individual não está obrigado a fazer uma contabilidade regular, muitos micro empreendedores tem optado por fazer a contabilidade para o MEI de forma completa. Assim além de fazer a retirada dos seus rendimento de forma correta, o empreendedor pode contar com os controles que lhe darão a segurança necessária para tomada de decisões. Crescer é um objetivo de todo investidor e o microempreendedor não é diferente. No entanto conhecer bem os números do negócio pode fazer toda a diferença.

>>> Clique aqui e contrate agora mesmo uma Contabilidade Especializada em MEI 
 

Quem pode ser MEI

Para se cadastrar como MEI (Micro Empreendedor Individual), é preciso que o empresário exerça alguma das atividades autorizadas e previstas na legislação. Sendo que o regime de tributação ocorre pelo SIMPLES Nacional e é preciso que o faturamento anual não ultrapasse o teto estipulado pelo governo, que atualmente é de R$ 81 mil reais por ano. O pagamento de impostos é feito mensalmente através do PGMEI – Programa Gerador do DAS para o MEI.

 

Os impostos que o Microempreendedor Individual deverá recolher ao governo federal se divide em:

  • INSS;
  • ISS ( no caso dos prestadores de serviço) ;
  • ICMS (para microempreendedores do setor de comércio e indústria).

 

Como é Feito o Pagamento

O pagamento é feito por boleto, emitido através do Portal do Empreendedor. As taxas estaduais e municipais, devem ser pagas separadamente conforme aplicação.

Vantagens de abrir um MEI

A grande vantagem do MEI é estar formalmente inserido no mercado. Isso é uma conquista de cidadania empresarial e a retirada de  milhões de brasileiros da informalidade. Tendo um CNPJ, o empreendedor pode participar de licitações, comprar direto de fornecedores que vendem apenas para pessoas jurídicas, ganhar poder de barganha para negociar prazos de pagamento e outras vantagens. Além disso, o microempreendedor individual passa a contar com direitos previdenciários como: aposentadoria, licença maternidade, auxilio doença e outros benefícios.

O MEI precisa ter Nota Fiscal ?

O empreendedor cadastrado no MEI pode tirar Notas Fiscais tanto para pessoas físicas quanto para pessoas jurídicas. Entretanto, no último dia de maio, todos os anos, é preciso que o MEI emita uma Declaração de Faturamento pela internet, através do site da Receita Federal. Por isso, a administração do negócio precisa ser bem organizada. Então para ajudar nessa questão, vale a pena investir num software de gestão simples e personalizado para o seu ramo de negócio.

 

Está precisando de ajuda para emitir suas notas fiscais? Clique aqui e solicite um orçamento.

 

Como crescer sem medo

Poucas pessoas sabem disso, mas o MEI pode se transformar em Microempresa e voltar a ser MEI caso precise por uma decisão estratégica por perda de faturamento. Assim vale lembrar que estas mudanças precisam observar regras que foram criadas pelo comitê gestor do simples nacional.

Lembrando ainda que embora o MEI não tenha a obrigação legal em manter escrituração regular, a assessoria de um escritório contábil especializado pode fazer toda a diferença, seja na organização dos documentos, na emissão das notas fiscais, na contratação de funcionário ou até mesmo no planejamento voltado para o crescimento sabendo que não são poucos os que iniciaram como MEI e cresceram gerando emprego e renda.

 

>> Precisando transformar o seu MEI em Microempresa ? Clique aqui e saiba como podemos te ajudar <<<

Os comentários estão encerrados.

Olá
Podemos te ajudar ?
Powered by